Devocional '1 Minuto com Deus

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Jornada NT: Mateus CAPÍTULO 3




TEMA:  O dia do batismo   TEXTO: Mateus CAPITULO 3

Contexto: Conheceremos neste capítulo um personagem muito interessante chamado João Batista, veremos detalhes do nascimento dele quando estudarmos o evangelho segundo Lucas. O Antigo Testamento dizia que um profeta viria um pouco antes do Messias, para anunciar que ele estava chegando (Isaías 40:3). Esse profeta foi João Batista. Ele era primo de Jesus, pregou o arrependimento e preparou as pessoas para a mensagem de Cristo.

O INICIO DA PREGAÇÃO DE JOÃO BATISTA

1- Naqueles dias surgiu João Batista, pregando no deserto da Judéia.
NOTA: João é conhecido na bíblia como ‘João Batista’, mas este sobrenome Batista não foi dado a ele desde o seu nascimento.  A palavra ‘Batista’ significa ‘aquele que batiza’, ou seja, João recebeu este sobrenome por causa do seu ministério.
Os espíritas dizem que João Batista era a reencarnação do profeta Elias, mas isso gera dois problemas. 1) Reencarnação não existe. Morremos apenas uma vez (Hebreus 9:27). 2) Mesmo se a reencarnação existisse não faz sentido crer que João seria a reencarnação de Elias, pois de acordo com esta doutrinam, só pode reencarnar quem já morreu e Elias não morreu. Ele foi arrebatado!  (2 reis 2:11).

2- Ele dizia: “Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo”.
NOTA: A pregação de João era simples e direta. Ele deixava claro que não existe conversão sem arrependimento. Só pode entrar no reino dos céus quem se arrepender dos seus pecados.

3- Este é aquele que foi anunciado pelo profeta Isaías: “Voz do que clama no deserto: ‘Preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para ele”.
4- As roupas de João eram feitas de pêlos de camelo, e ele usava um cinto de couro na cintura. O seu alimento era gafanhotos e mel silvestre.
NOTA: Parece assustador esse tipo de vestimentas e comidas de João Batista, mas lembre-se que estamos falando e alguém que viveu a mais de dois mil anos atrás. Aquilo que para nós parece loucura hoje pode ter sido muito comum no passado. Ainda hoje as diferenças culturais nos assustam bastante. Imagine a dificuldade para um americano ou um Europeu entender que muitos nordestinos comem formigas (tanajuras).

5- A ele vinha gente de Jerusalém, de toda a Judéia e de toda a região ao redor do Jordão.
NOTA: João conseguia atrair muita gente para ouvir a sua mensagem apensar dela ser muito dura. Isso causou grande preocupação no rei Herodes, pois ele acreditava que João poderia criar uma rebelião entre o povo e tentar derrubar o governo dele.

6- Confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.
NOTA: O batismo é um ato no qual um cristão é imerso em água para simbolizar o fim de uma velha maneira de viver, e um novo começo. O batismo não salva ninguém, mas toda pessoa que encontra Jesus deseja ser batizado.

7- Quando viu que muitos fariseus e saduceus vinham para onde ele estava batizando, disse-lhes: “Raça de víboras! Quem lhes deu a idéia de fugir da ira que se aproxima?
NOTA: Os FARISEUS eram judeus zelosos, não satisfeitos com o peso que a Lei de Moises trazia eles incluíram muitas outras regras. No fim nem eles nem seus seguidores conseguiam cumpri-las. Os SADUCEUS eram pessoas da alta sociedade, membros de famílias sacerdotais, cultos e ricos. Eles não acreditavam na vida após a morte.

8- Dêem fruto que mostre o arrependimento!
NOTA: A mudança de vida e o abandono do pecado são dois dos frutos mais evidentes de um arrependimento puro e sincero.

9- Não pensem que vocês podem dizer a si mesmos: ‘Abraão é nosso pai’. Pois eu lhes digo que destas pedras Deus pode fazer surgir filhos a Abraão.
NOTA: Os Fariseus e os Saduceus se orgulhavam por serem descendentes de Abraão, mas ficaram tão radicais que passaram a percutir as pessoas que interpretavam as escrituras diferente deles

10- O machado já está posto à raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e lançada ao fogo.
NOTA: Em seus ensinamentos Jesus falou muito sobre a importância de dar frutos. Não fomos criados por Deus para viver uma vida espiritualmente estéril. Precisamos produzir frutos para Deus. João Batista está enfatizando isso.

11- “Eu os batizo com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de levar as suas sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo.
NOTA: Á água lava uma pessoa por fora, as o fogo do Espirito Santo limpa por dentro. Muitas pessoas apenas são mergulhadas nas águas no dia do batismo, mas o seu interior permanece sujo do mesmo Jeito. Só o batismo com fogo feito pelo Espírito Santo pode purificar uma pessoa por dentro.

12 Ele traz a pá em sua mão e limpará sua eira, juntando seu trigo no celeiro, mas queimará a palha com fogo que nunca se apaga”.
NOTA: João adverte que nossos pecados podem nos conduzir a um fogo eterno. Ele tem em mente uma pá que era usada para separava o trigo da palha. Era uma ferramenta semelhante a um tridente, usado para jogar o trigo colhido para o ar na direção do vento. O vento soprava a palha mais leve permitindo que os grãos caíssem na eira, uma grande superfície plana.
O Batismo de Jesus
13- Então Jesus veio da Galiléia ao Jordão para ser batizado por João.
NOTA: Jesus mesmo sendo santo e perfeito antes de iniciar seu ministério desceu as águas do batismo. Infelizmente hoje muitos cristãos, grandes pecadores, não sentem desejo de ser batizadas.

14 João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?”
15- Respondeu Jesus: “Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça”. E João concordou.
NOTA: João se sentiu constrangido em ter que batizar Jesus, pois sabia que Ele era o messias, Ele era maior que João, mas Jesus humildemente pediu para ser batizado para dar exemplo para os demais.

16- Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento o céu se abriu, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. 17 Então uma voz dos céus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me agrado”.
NOTA: Pela primeira vez vemos a trindade santa sendo citada em um mesmo evento bíblico.  O filho sendo batizado, o Espirito Santo vindo sobre ele e o Pai falando do Céu. Veja que interessante, sobre Jesus o Espirito Santo veio em forma de pomba, sobre os discípulos, no dia de pentecostes, ele veio como um fogo. Jesus era puro e a bomba representa pureza, mas os discípulos eram pecadores. Como vimos no versículo 11, precisamos do fogo do Espírito Santos para ter nossos pecados tratados.